Rescaldo do I PIK’ÁQUI *

10 12 2010

A 19 de Novembro de 2010, a Realíssima e Mui Especial K’Rica Tuna – Tuna Feminina da Escola Superior de Enfermagem da Cruz Vermelha Portuguesa de Oliveira de Azeméis, organizou o seu primeiro festival de Tunas Femininas – I PIK’ÁQUI, em Oliveira de Azeméis.

O festival foi precedido por um jantar na ESEnfCVPOA, onde o clima era de muita festa e animação antecipando um grande espectáculo académico e musical.

Já com estômago bem “quentinho”, deu-se o porto de Honra, onde a nossa Magistra Rita Ritissima, deu as “graças” pela participação de todas as tunantes e tunos que iam participar no festival, nomeadamente: Rapazinhos Tuna, CIENTUNA – Tuna Feminina de Ciências do Porto, TESUNA – Tuna Feminina da Escola Superior de Tecnologias da Saúde do Porto, Tuna Feminina de Enfermagem do Porto, TFAAUAV – Tuna Feminina da Associação Académica da Universidade de Aveiro e K’Rica Tuna.

As tunas seguiram então para o Cine Teatro Caracas, juntamente com as suas guias. Ainda que com o atraso da praxe, deu-se então início à 1ª edição do I Pik’áqui. Para encorajar este espírito académico, a população de Oliveira de Azeméis acorreu em peso, estando a sala praticamente lotada, salientando-se ainda, as fantásticas condições de luz e som da mesma.

A primeira tuna a actuar foi a Rapazinhos Tuna – Tuna Masculina da ESEnfCVPOA, como Tuna extra-concurso.  Iniciaram a sua actuação de forma original, mostrando-se sempre animados a interpretar os seus grandes hits.

Em seguida foi a vez da TESUNA a pisar os palcos e a darem o seu melhor. Com cerca de 22 elementos em palco, iniciaram a sua actuação. Principal destaque para a performance das pandeiretas, realizando várias coreografias para embelezar as músicas.

A segunda tuna a concurso foi a Tuna Feminina da AAUAV , com cerca de 25 elementos em palco, demonstraram  garra e determinação e espalharam magia no solo e no seu instrumental.

A terceira tuna a concurso foi a CIENTUNA com cerca de 25 elementos, conseguiram coordenar perfeitamente a coreografia dos estandartes com a das pandeiretas, brilhando no seu instrumental, bem como na Música Quizás!

A quarta e última tuna a concurso foi a Tuna Feminina de Enfermagem do Porto com 18 enfermeiras  e projectos de enfermeiras que apesar de se encontrarem em menos número brilharam com os seus originais e com a graciosidade da porta-estandarte.

Para terminar este fantástico espectáculo, subiu a palco a tuna organizadora deste festival – K’Rica Tuna, com cerca de 27 elementos em palco iniciaram a sua actuação com as “Filhas da Madrugada”, passando ao seu fantástico Meddley de músicas dos anos 80 e terminando em grande, com o seu grande e extraordinário hit, “O Ferreiro”, colocando o público a vibrar com a Tuna.

No fim o júri decidiu…

Melhor Solista: Tuna Feminina da AAUAV

Melhor Estandarte : CIENTUNA

Melhor Instrumental: Tuna Feminina da AAUAV

Melhor Pandeireta: CIENTUNA

Melhor Tuna: CIENTUNA

A K’Rica Tuna decidiu o Prémio de Tuna mais Tuna e Melhor Serenata (tendo esta decorrida no final do festival nas escadas do Cine Teatro por não ser possível (devido às condições metereológicas) realizar nas escadas da Igreja, sob o luar. O Prémio de Tuna mais Tuna foi atribuido à Tesuna e o de Melhor Serenata à Tuna Feminina de Enfermagem do Porto.

O festival não terminou por aqui, continuando noite dentro pelo Bar “Praça da Cidade”. O espírito que se sentia era fantástico, cheio de alegria, tradição e espírito académico aliado ao mais nobre espírito tunante, não se tratando de uma mera competição mas sim de convívio entre tunas fantásticas!
Muitos parabéns TUNAS, e claro, para o ano há mais!

É RICA, É TUNA, É K’RICA TUNA!

 

(Fotos e videos em breve)